Contido

Idéias
 
Fotos de seu celular no jornal
por Alex Moura em 01-11-2005 10:59
atualizado em 14-03-2006 16:38
http://contido.com.br/?aid=75
 
Se você tem um celular com máquina fotográfica embutida ou vive com uma câmera digital a tiracolo, abra os olhos e fique esperto.
 
A partir de agora suas fotos digitais podem ser publicadas no Estadão, no Jornal da Tarde, ou vendidas pela Agência Estado para jornais e revistas de todo o planeta. E você pode até ganhar por isso, como se fosse um repórter fotográfico profissional.
 
Numa iniciativa pioneira no País, os veículos do Grupo Estado lançaram ontem o FotoRepórter. Um canal para receber fotos de interesse jornalístico enviadas por qualquer pessoa, através de telefones celulares ou computadores via e-mail.
 
A idéia do FotoRepórter nasceu após os atentados em Londres, quando as imagens registradas por cidadãos comuns em seus telefones móveis inundaram a internet e a seguir foram estampadas nas páginas dos principais jornais e revistas de todo o mundo.
 
Depois de tirar uma foto com seu celular, basta enviar uma mensagem multimídia com ela para o email fr@estadao.com.br. Se quiser mandar imagens produzidas com uma máquina fotográfica digital a partir de seu computador, envie um e-mail com a foto anexada para esse mesmo endereço. As imagens serão analisadas por uma equipe coordenada pelo fotógrafo Juca Varella.
 
Ao encontrar uma imagem interessante, essa equipe vai entrar em contato com quem enviou a foto, por telefone ou e-mail, convidando seu autor a ler o contrato de cessão de direitos autorais e preencher um cadastro no site do Foto Repórter. Depois disso, as imagens serão inseridas no portal.
 
Os autores das fotos não serão remunerados pela inclusão das fotos no portal. Isso só acontecerá se os editores de O Estado de S. Paulo e do Jornal da Tarde quiserem publicá-las. Ou se a Agência Estado conseguir vender a imagem para outras empresas jornalísticas ou agências de publicidade.
 
Que tipo de foto tem mais chances de ser pré-selecionada para o portal e depois publicada nos jornais? Segundo o Editor de Fotografia do Estadão, Wilson Pedrosa, o leque é amplo. "É claro que a imagem de uma personalidade numa situação inusitada nos interessa muito. Mas também queremos imagens que combinem informação com linguagem plástica, aqueles instantâneos tirados no momento certo, e no lugar certo."
 
A Editora de Fotografia da Agência Estado, Mônica Maia, responsável pela comercialização das imagens do FotoRepórter, conta que os flagrantes de acontecimentos relevantes são as imagens mais procuradas pelos clientes da agência.
 
"No começo do escândalo do mensalão, quando apareceu o nome do Marcos Valério, ninguém sabia que cara ele tinha. Um fotógrafo amador procurou a agência e nos cedeu o direito de venda de uma foto feita numa reunião, onde Valério aparecia. Essa imagem foi vendida para mais de 50 veículos, entre jornais e revistas de todo o País", conta Mônica.
 
Caso uma foto seja utilizada pelo Estadão, seu autor vai receber, através de um crédito em conta corrente, o mesmo valor que é pago a fotojornalistas profissionais: cerca de R$ 85. Se a foto for veiculada no Jornal da Tarde, o autor recebe cerca de R$ 65.
 
Na hipótese de venda da imagem pela Agência Estado, o autor recebe 50% do valor líquido. Mas o valor, nesse caso, depende de onde e como a imagem será veiculada - o uso em publicidade tem uma remuneração mais alta do que o uso jornalístico.
 
Se a foto for vendida para uma agência de publicidade colocar em um outdoor, por exemplo, o autor receberá cerca de R$ 1,5 mil. Se a foto for parar na capa de uma revista estrangeira, o autor receberá cerca de US$ 200.
 
Saiba mais em:
 
Foto Repórter

E mais:
O chefe que queria ser rei
Medo e servidão são as principais ferramentas de opressão no ambiente de trabalho de milhões de pessoas.
9 dicas Para Melhorar Seu Perfil no Happn
Tá difícil rolar uns crushes no happn? Essas dicas vão te ajudar a conseguir mais!
Como escrever argumentos para videoclipes
Veja o argumento completo do videoclipe Turn Down For What
Shoutcast para quem quer ouvir boa música
Nunca usei Rdio, Pandora ou Spotify e não sinto falta.
Professor real, alunas virtuais e sexy
E se a realidade virtual servir para mais do que se imagina?
Tirando desenhos do papel, de verdade
Quiver é um app divertido para dar vida aos coloridos das crianças.
Robôs precisam de conexões globais 24h por dia
Grandes empresas estão na corrida para conectar o mundo
Nobuyuki Forces: gratuito, independente e ótimo
Jogo de ação, casual e com adrenalina máxima para testar sua atenção e pontaria.
Porque se inspirar logo de manhã
Escapar da rotina começa cedo.
Amor real por personagens vituais
O que vale mais: a realidade ou a percepção?

 
Arte | Bon Vivant | Cinema | Culinária | Design | Exposições | HQ/Manga | Idéias | Ilustração | Internet | Literatura | Moda | Música | Negócios | Tecnologia | TV | Videogames
 
Busca no Contido:
©Alex Nautilus :: CONTIDO.com.br :: SOBRE O SITE :: RSS :: @contido no Twitter