Contido

Cinema
 
Exterminador e Matrix: filhos da mesma história
por Alex Moura em 15-05-2005 18:39
atualizado em 08-02-2007 18:59
http://contido.com.br/?aid=58
 
Exterminador do Futuro e Matrix são uma história só, e a autora dessa história nunca foi creditada nem ganhou um centavo com isso.
 

Sophia Stewart em 1981 escreveu e registrou um manuscrito com o rascunho para um épico de nove capítulos ainda a ser escrito. Circulou com seu manuscrito por alguns estúdios mas não houve interesse dos produtores. Em 1986 viu um anúncio pedindo roteiros para histórias em quadrinhos de ficção científica. Os editores eram os irmãos Washowski, que aparentemente não se interessaram pelas idéias de Sophia. Os anos passaram, e em 1999 Sophia assistiu Matrix e, espantada, viu que os irmãos Washowski haviam usado sua obra sem ela ser creditada nem recompensada por isso.

Neo é John Connor?

No manuscrito de Sophia, intitulado "The Third Eye" ela conta a história da vinda do novo messias, num pós-guerra nuclear contra as máquinas. Parece familiar? Sim, Exterminador do Futuro e Matrix são partes de uma mesma história, onde na luta contra as máquinas o personagem do ainda por nascer líder rebelde John Connor de Exterminador é o iluminado Neo de Matrix. É inquestionavelmente claro que as histórias estão conectadas. Um amigo de Sophia anos antes já havia lhe dito o quanto a história de Exterminador se assemelhava a seu manuscrito, mas ela, que nunca havia assistido o filme, não levou ele a sério.

Sophia tem recibos como provas de que a 20th Century Fox recebeu e leu seu material sobre o manuscrito antes do filme Exterminador do Futuro ser rodado, assim como provas de que os Washowski receberam suas idéias por causa do anúncio de jornal anos antes. Detalhe importante: Joel Silver é o produtor de ambos os filmes.

Guerra contra as máquinas parece familiar?

Por ordem judicial o FBI passou a investigar o caso e levantou provas de que durante a produção de Matrix os advogados e produtores do filme tinham conhecimento da obra de Sophia e que 30 minutos do filme foram removidos para evitar futuros processos. Somado a isso há o fato dos Wachowski não darem entrevistas sobre Matrix nem terem qualquer histórico ou formação como roteiristas ou redatores. As continuações de Matrix e Exterminador não foram baseados nas idéias de Sophia, e não por acaso têm roteiros fracos e inconsistentes se comparados aos filmes originais. Alega-se que o fato permanece desconhecido do grande público porque a Warner, estúdio que produziu Matrix, faz parte de um conglomerado que controla 95% da mídia nos EUA (NY Times, LA Times, AOL, HBO, CNN, Newsweek, etc) e por isso não se vê o fato nos noticiários.

Na ficha de personagens usada pelo FBI nas investigações, há as comparações entre os personagens de Sophia e de como eles foram usados em Matrix: I-khan virou Neo, Trafeeny virou Trinity, Vashtar virou Morpheus, X’sers é Apock, Un é Cypher , Sona é Switch, Treve é Mouse. Também no manuscrito, uma velha cigana paranormal foi batizada em Matrix como Oráculo, três homens de autoridade que podem trocar poderes entre si viraram os Agentes, e até mesmo uma cidade subterrânea chamada Dome foi rebatizada para Zion.

Sophia Stewart não quer para si os créditos sobre os filmes, apenas quer o que lhe é justo: crédito pela idéia original e a devida remuneração por isso. O processo está em julgamento e dificilmente Sophia irá perder, pois lendo o manuscrito e as provas do processo fica claro que ambos os filmes são derivações diretas de suas idéias.

Em janeiro de 2007 o livro de Sophia foi lançado na loja online da Amazon:The Trid Eye

Para saber mais:

Sophia Stewart
The Mother of the Matrix
http://www.sophiaoracle.com


E mais:
O chefe que queria ser rei
Medo e servidão são as principais ferramentas de opressão no ambiente de trabalho de milhões de pessoas.
9 dicas Para Melhorar Seu Perfil no Happn
Tá difícil rolar uns crushes no happn? Essas dicas vão te ajudar a conseguir mais!
Como escrever argumentos para videoclipes
Veja o argumento completo do videoclipe Turn Down For What
Shoutcast para quem quer ouvir boa música
Nunca usei Rdio, Pandora ou Spotify e não sinto falta.
Professor real, alunas virtuais e sexy
E se a realidade virtual servir para mais do que se imagina?
Tirando desenhos do papel, de verdade
Quiver é um app divertido para dar vida aos coloridos das crianças.
Robôs precisam de conexões globais 24h por dia
Grandes empresas estão na corrida para conectar o mundo
Nobuyuki Forces: gratuito, independente e ótimo
Jogo de ação, casual e com adrenalina máxima para testar sua atenção e pontaria.
Porque se inspirar logo de manhã
Escapar da rotina começa cedo.
Amor real por personagens vituais
O que vale mais: a realidade ou a percepção?

 
Arte | Bon Vivant | Cinema | Culinária | Design | Exposições | HQ/Manga | Idéias | Ilustração | Internet | Literatura | Moda | Música | Negócios | Tecnologia | TV | Videogames
 
Busca no Contido:
©Alex Nautilus :: CONTIDO.com.br :: SOBRE O SITE :: RSS :: @contido no Twitter