Contido

Negócios
 
Sexo, verdades e internet
por Alex Moura em 08-11-2015 23:12
http://contido.com.br/?aid=232
 
Hoje muito se fala sobre empreendedorismo digital, mas poucos sabem que uma modelo foi a pioneira.
 
Danni Ashe
 
No final dos anos 80 a pornografia nos EUA deixou de ser proibida e logo se tornou um fenômeno cultural de massa. Com os anos 90 e a popularização da internet, o sexo se tornou o assunto nº 1 da web, e continua assim até hoje. Mas naquela época uma mulher estava moldando o que seria o modelo de indústria a ser seguido.

Em 1995 a modelo e stripper Danni Ashe era assídua usuária de internet e percebeu que deveria ter seu próprio site. Em sua carreira como stripper já havia entendido que dar atenção aos fãs e ser social era fundamental para ter sucesso e ganhar dinheiro. De férias nas Bahamas levou dois livros: The HTML Manual of Style e Being Digital (de Nicholas Negroponte). Imagine a cena: uma mulher deslumbrante de biquini na praia devorando esses dois livros. Mais nerd impossível. De volta das férias, ela mesma programou seu site e colocou no ar. Os assinantes pagavam US$9,90 para terem acesso premium às fotos, e em menos de um ano já havia lucrado mais de US$2.000.000. Seu site foi uma ampliação natural de seu fã clube, que antes do site lhe rendia meros US$1.500 por mês. O componente social da web foi uma das descobertas mais importantes de seu site.

Danni se tornou uma empreendedora de sucesso, CEO de sua própria empresa, saiu na capa de inúmeras revistas e jornais como Wall Street Journal, deu palestras na SxSW sobre processamento de pagamentos e segurança de dados, enfim, se tornou um dos exemplos de que era possível lucrar, e muito, com a internet. Em 2004 seu site foi comprado por, estima-se, cerca de US$30.000.000. Danni preferiu se retirar do setor erótico após vender o site, e não é preciso dizer que com a megacorporação do entretenimento adulto que comprou a marca "Danni" o site deixou de ser o que era: perdeu sua personalidade, espontaneidade e criatividade.

A principal lição que Danni ensinou era simples: seja você mesmo, se dedique no que faz e converse com as pessoas. Ela se tornou empresária mas não deixou de ser stripper, e sem ultrapassar os limites do erotismo softcore. As modelos que apareciam no site e no talk-show eram respeitadas e bem pagas, e a admiravam como um ponto de referência na indústria.

Hoje Danni é fotógrafa e os homens e mulheres mais jovens nem mesmo sabem de quem se trata, mas ela foi há 20 anos atrás uma das verdadeiras pioneiras no que se chama hoje de empreendedorismo digital.

E mais:
O chefe que queria ser rei
Medo e servidão são as principais ferramentas de opressão no ambiente de trabalho de milhões de pessoas.
9 dicas Para Melhorar Seu Perfil no Happn
Tá difícil rolar uns crushes no happn? Essas dicas vão te ajudar a conseguir mais!
Como escrever argumentos para videoclipes
Veja o argumento completo do videoclipe Turn Down For What
Shoutcast para quem quer ouvir boa música
Nunca usei Rdio, Pandora ou Spotify e não sinto falta.
Professor real, alunas virtuais e sexy
E se a realidade virtual servir para mais do que se imagina?
Tirando desenhos do papel, de verdade
Quiver é um app divertido para dar vida aos coloridos das crianças.
Robôs precisam de conexões globais 24h por dia
Grandes empresas estão na corrida para conectar o mundo
Nobuyuki Forces: gratuito, independente e ótimo
Jogo de ação, casual e com adrenalina máxima para testar sua atenção e pontaria.
Porque se inspirar logo de manhã
Escapar da rotina começa cedo.
Amor real por personagens vituais
O que vale mais: a realidade ou a percepção?

 
Arte | Bon Vivant | Cinema | Culinária | Design | Exposições | HQ/Manga | Idéias | Ilustração | Internet | Literatura | Moda | Música | Negócios | Tecnologia | TV | Videogames
 
Busca no Contido:
©Alex Nautilus :: CONTIDO.com.br :: SOBRE O SITE :: RSS :: @contido no Twitter